26 outubro, 2011

Preparação Missionária: Economizar para a Missão

Por Elder Willian
As bênçãos do trabalho missionário são infinitas e eternas, apesar dos custos e sacrifícios que devem ser feitos. Como vocês viram em meu ultimo post, Custo da Missão SUD, um desses sacrifícios é a necessidade de que os rapazes têm de economizar até US$ 10.000 dólares para custear sua missão. E eu acredito que, tanto quanto possível, os rapazes devem pagar sua própria missão, porque mesmo as grandes bênçãos funcionam assim.

Pagando por Uma Missão
Isto é o que o Presidente Spencer W. Kimball disse sobre o assunto:
“Lembrem-se de que custa dinheiro ir a diferentes partes do mundo e pregar o evangelho. Lembrem-se, então, que é seu privilegio agora começar a economizar dinheiro. Toda vez que você ganhar algum dinheiro, seja proveniente do trabalho quanto de presentes, separe pelo menos uma parte em uma conta poupança para ser usada em sua missão”.
A preparação para a missão de um rapaz consiste de “preparar-se financeiramente para sua missão, para que possa pagar tanto quanto possível por ela. Que maravilhoso seria se cada futuro missionário pudesse economizar para sua missão desde o nascimento. Que maravilhoso seria se cada rapaz pudesse financiar na totalidade ou na maior parte sua missão e assim receber as bênçãos que proveem do trabalho missionário.”
“é claro, que se um rapaz se converter quando jovem, seus anos de economia serão poucos. Se ele viver em um país onde os padrões econômicos são baixos e as oportunidades limitadas, ele podem ainda assim ser governado por esse principio dentro de suas possibilidades e fazer o melhor que puder.” Presidente Kimball Fala em Como Ser um Missionário, New Era, Maio de 1981
Dicas de Como Economizar para a Missão
  • Comece cedo. Quando o meu filho completou quatro anos de idade eu o presentei com um cofrinho para que começasse a poupar para a sua missão. Começando cedo o ajudara a desenvolver melhor bons hábitos financeiros.
  • Encontrar maneiras de ganhar dinheiro. Pergunte aos seus pais, amigos e vizinhos se eles têm algum trabalhinho que poderá fazer para ganhar dinheiro para a sua missão.
  • Orçamento. Faça um orçamento, um plano, de qual porcentagem do dinheiro que você ganhar será separado para a sua missão. Gaste uma parte do dinheiro em coisas que deseja também, mas não se esqueça de guardar ao menos 50% do que ganhar para o seu fundo missionário. E não se esqueça dos 10% do dizimo.
  • Abra uma conta poupança. Quando você for grande o suficiente, poderá abrir uma conta poupança para guardar seu dinheiro, será mais seguro e os juros poderão trabalhar ao seu favor.
  • Consiga um trabalho de meio período. Quando tiver idade suficiente fale com seus pais a respeito de conseguir um trabalho de meio período. Meu primeiro emprego foi no McDonnald’s quando tinha 16 anos. Esse emprego me ajudou muito a contribuir com o meu fundo missionário. Se seus pais não quiserem que você trabalhe durante o período em que esta estudando, procure trabalhar nas suas férias.
  • Fale com os seus pais. Para ter sucesso, você precisara da ajuda de seus pais, então trabalhe com eles a fim de estabelecer um plano de como pagara por sua missão. Mesmo que seus pais possam arcar com todos os custos, como o Presidente Kimball disse, é uma excelente idéia que um rapaz ou moça ajude a pagar por toda ou parte de sua missão.
Economizando para a Missão: Exemplos
Os seguintes quatro exemplos conta como quatro rapazes estão economizando dinheiro para as suas missões. Eles foram extraídos da revista New Era de junho de 2004 do artigo Mission Made Possible.
Adam Sessions, 12 anos, Ala de Morgan Park, Estaca Chicago Illinois. Os Planos de Adam são simples: “para cada 5 dólares que conseguir, eu darei 2 dólares para o meu fundo missionário,” ele diz. Ele também paga o dizimo. Começando aos 12 anos pode parecer cedo, mas Adam esta muito animado sabendo que faltam somente mais sete anos para sair em missão. Ele ainda é muito jovem para conseguir um emprego de meio período, mas ele faz pequenos trabalhos para seus vizinhos, como esvaziar as lixeiras e tirando a neve das calçadas. Junto com essa preparação financeira, Adam tem como meta terminar de ler o Livro de Mórmon quando completar 13 anos. Ele le o Livro de Mormon diariamente.
Nathan Neeley, 15 anos, Ala de Westchester First, Estaca Chicago Illinois. Nathan começou a poupar quando tinha 10 anos. Ele começou entregando jornais, tirando a neve e cortando gramados. Agora com 15 anos ele cuida das crianças menores de sua ala. Depois de pagar o dizimo, ele separa 10% do seus ganhos para a missão. Ele possui o desejo de servir desde a Primaria quando cantava “Eu Quero Ser Um Missionário.” “E quando meu irmão saiu para servir”, ele diz: “me fez querer ir ainda mais. Para mim isso fez uma grande diferença. Ele estabeleceu o exemplo. A sua atitude perante a vida foi modificada por causa de sua missão.”
David Montoya, 17 anos, Ala Orland Park, Estaca Chicago Illinois. O contracheque de David desaparece em seu fundo de missão tão rápido que você pensaria que era um daqueles truques onde a moeda aparece e desaparece como magica. Um mestre da prestidigitação, David transformou seu hobby de fazer magica em dólares para a missão quando começou a trabalhar em uma loja de mágica e, posteriormente, atuando como “Mago Monte” em restaurantes locais e festas de aniversário no fim de semana. Agora que ele está frequentando uma faculdade local, ele trabalha como caixa de banco e só faz o seu show de mágica no tempo livre.
“Sua missão começa muito antes a sua missão”, diz David, com um ar de sabedoria enquanto olha por cima seus óculos. Ele está se preparando desde que tinha 12 anos, quando decidiu que queria ir para a missão. Sacrifício e disciplina são créditos que David com o seu plano bem sucedido de poupança para a missão. Ele começou a poupar a metade de seu salário, quando tinha 14 anos. Aos 17 anos, ele já havia conseguido poupar quase todo o dinheiro para a sua missão.
Anthony Haga, age 19, Rock Island Ward, Davenport Iowa Stake. O primeiro emprego de Anthony foi como empacotador em uma mercearia de uma base aérea Ele poupava o equivalente a 25% de seu salario para o fundo missionário. Depois conseguiu um emprego de lavador de carros por meio de um amigo do seminário. Ele trabalha ali desde então poupando metade de seus rendimentos para a sua missão. Alguns meses atrás, entretanto, ele viu que não conseguiria juntar todo o dinheiro necessário. Ele teria que poupar mais. Então ele cortou despesas e aumentou a porcentagem para o fundo. E ele contou com as bênçãos do dizimo e recebeu um aumento de salario. Ele vai conseguir.
Ele recebeu seu chamado para servir em Boise, Idaho. Por causa que ele poupou para a sua missão, Anthony pode aconselhar: “Esteja preparado para trabalhar por seu dinheiro, mas eu posso testificar que quando você trabalha para ganhar o máximo possível, o Senhor tomara conta do resto.”

Preparação Financeira
Élder Mervyn B. Arnold – Presidente da Área Brasil Sul (Outubro/2006) 
“A missão passou a ter custos elevados (…). A hora para começar a economizar é quando os meninos ainda são bem pequenos.” (“O Campo Já Está Branco, Pronto para a Ceifa”, Tambuli, abril de 1987, p. 2).
Recentemente, em uma reunião com a presidência de um distrito e com o presidente da missão, fiquei impressionado com o que vi no quadro de avisos no escritório do presidente do distrito. Na parte superior do quadro havia fotos de vários “futuros” missionários com quem estavam trabalhando arduamente para prepará-los para a missão. Na parte inferior se achavam fotos de todos os que estavam servindo naquele momento. Esse Bom Pastor obviamente “ama e conta suas ovelhas e elas conhecem-no”.
Os pais e os líderes do sacerdócio em todos os níveis precisam ter uma visão renovada de sua responsabilidade. Meu desafio a cada bispo e cada presidente de ramo é o de trabalharem lado a lado com os conselhos de ala e ramo para, imediatamente, “contar” cada uma das ovelhas (ativas e menos ativas), que poderiam e deveriam estar servindo em uma missão, e trabalhar com elas e prepará-las para esse trabalho tão importante. Alguns jovens já estão prontos, alguns precisarão de vários meses, outros de um ano ou dois e alguns, ainda, precisarão de outras designações; contudo, nos próximos meses e anos, muitos mais poderão e deverão ser chamados. Uma lista contendo o nome daqueles que se encaixam nessa categoria está facilmente à disposição em cada ala ou ramo.